27 de janeiro de 2015

o que é banho de ródio?



Colombian Emerald and Diamond Ring in 18kt White Gold

Ródio é um metal precioso da família da platina
O banho de ródio é usado especialmente em joias para dar uma superfície que resistirá a arranhões e manchas além de uma aparência branca, nesse caso, ouro branco é um termo errôneo. O ouro é de fato amarelo
O que os joalheiros chamam hoje de ouro branco é uma liga (mistura) de ouro com um metal branco - normalmente níquel, prata ou paládio
Metais conhecidos como branco são de fato mais para uma cor cinza do que branco, por isso, o chamado ouro branco possui um tom amarelado. Quanto mais alto o teor da joia, maior a quantidade de ouro na sua formulação, consequentemente, mais amarelado ele fica.
Como a pessoa que usa a joia quer uma cor mais próxima do branco, uma camada fina de banho de ródio é usada para dar aquele brilho a joia. Ouro branco banhado com ródio também manterá esses aspectos por um período mais longo – o ródio não manchará ou descorará e sendo uma substância bem dura, é menos provável que seja arranhado. É importante saber que o banho de ródio não dura para sempre
O banho numa joia que é muito usada, como uma aliança de casamento, pode durar aproximadamente dois anos, enquanto um colar ou alfinete que são menos usados ou entram menos em contato com a pele podem durar dez anos ou mais. Você notará quando o banho começar a sair porque na área sem o revestimento aparecerá uma cor amarelada, cor essa, do ouro branco original. 
Preços também variarão de acordo com a espessura da camada de ródio que você escolhe usar, quanto mais grossa a camada, mais metal é usado, então mais caro é o processo. Escolha camadas mais grossas para artigos que você usa diariamente, como alianças e anéis.


18K White Gold Cushion Cut Blue Sapphire Ring With Sidestones

O banho não preencherá entalhes e arranhões, só os fará mais brilhante e mais notável. Às vezes, jóias de platina ou de prata também são banhadas com ródio. No caso da platina é devido ao ródio ser um pouco mais luminoso, assim é usado para aumentar o brilho
Para a prata é um pouco diferente. Prata é realmente mais refletiva (mais brilhante) que o ródio, mas a prata também é um metal muito mais macio e pode ser arranhada muito facilmente. Assim a joia de prata que recebe uma camada de ródio possui uma vida útil muito maior, principalmente contra arranhões. Quando a camada de ródio começar a sair numa peça de platina ou prata, será mais difícil notar porque a diferença de cor não é tão grande. O metal debaixo parecerá ser cinza, não amarelado.
Se você está comprando uma joia em ouro branco, platina ou prata, pergunte ao joalheiro se o artigo recebeu banho de ródio. Sem saber, os clientes compram joias banhadas com ródio. Conhecendo como foi feita a sua joia lhe ajudará a mantê-la e desfrutar da sua beleza por anos. 

2.75 Ct. Diamond Engagement Ring with Round Diamond Solitaire - H-I, VS2-SI1


Fonte texto: 3mrecuperadora
Imagens:  Amazon

11 de janeiro de 2015

o diamante mais famoso do mundo

O diamante Hope em colar Cartier - 1910

O Hope Diamond - Diamante da Esperança - de 45.52 quilates, com valor estimado em US$ 250 milhões é o diamante mais famoso do mundo.
A gema foi encontrada na Índia, 370 anos atrás, com cerca de 112 quilates e estava lapidada em forma de triângulo.
De acordo com a lenda, o diamante é originário da mina de Kollur e foi roubado de um templo hindu dedicado à deusa Sita, onde representava um dos olhos da divindade.
Em 1668 o mercador francês Jean-Baptiste Tavernier vendeu o diamante ao rei Luís XIV da França. A gema foi entregue ao joalheiro da corte, Sieur Pitau, que a cortou e lapidou de acordo com o gosto da corte francesa. O diamante passou a pesar cerca de 67 quilates e ficou conhecido como o Diamante Azul da Coroa. Luís XIV costumava usá-lo em ocasiões solenes.
Mais tarde, Luís XVI ofereceu o diamante a Maria Antonieta por ocasião do seu casamento. Durante a Revolução Francesa, já com o rei e a rainha na prisão, as joias da coroa desapareceram em 1792.
O Hope Diamond reapareceu em Londres remodelado como observamos hoje e, em seguida, foi para Nova York para ser restaurado e limpo.
Em 1958, a gema foi doada ao Museu de História Natural de Washington, nos Estados Unidos, onde permanece até hoje.


Colar feito para o diamante Hope por Harry Winston - 2010

Fonte: Wikipedia e http://www.smithsonianeducation.org

2 de janeiro de 2015

as origens da joalheria

a joalheria é uma forma de arte intensamente pessoal

o exemplo mais antigo de joia

Através dos anos, as joias são usadas para tornar uma pessoa mais atraente, como acessórios de moda ou para evidenciar posição de status e riqueza. Elas podem servir também para celebrar alguma ocasião especial, um momento importante da vida, carregando a lembrança da emoção para sempre.
As joias são usadas por ambos sexos, todas as raças e idades, representando a maior das emoções humanas, o amor.
No mundo antigo, a descoberta de como trabalhar os metais foi uma etapa importante para o desenvolvimento da arte da ourivesaria. 
O termo joalheria é derivado da antiga palavra francesa jouel, que foi anglicanizada por volta do século XIII. Procurando em tempos mais antigos, encontramos também a palavra jocale, do latim, que significa objeto de brincar.
As joias evoluíram, pelos séculos, do simples adorno de conhas, dentes de animais, cabelos, sementes usados como talismãs e como adorno ao que há de mais moderno, executado com ajuda da computação gráfica.
A joalheria aparece em todos os períodos da História, desde o surgimento do homem. 
Em Marrocos foram encontradas conchas, transformadas em contas, com cerca de 82.000 anos. Acredita-se que seja a joia mais antiga da humanidade.
Na África, os Maasai são os que mais usam ornamentos como um importante aspecto da sua cultura. No mundo muitos grupos são identificados por suas joias e vestimentas.
O desenvolvimento da joalheria pode ser dividido em três civilizações antigas - Egito, Índia e China. O Egito e a Mesopotâmia definiram padrões de metalurgia, extração de gemas e fabricação de vidro. Seus vários milhares de anos de longa tradição em produção de jóias estabeleceu uma base sólida para todas as civilizações europeias e seu estilo influencia as tendências da moda até quatro mil anos depois.

broche egípcio com escaravelho 
Na Índia as joias se tornaram parte integrante da sua vida quotidiana e da religiãoDo outro lado do mundo, a China conseguiu tornar-se força motriz no desenvolvimento das artes e sua influência espalhou o seu estilo em toda a Ásia. O estilo chinês é focado em cenas de natureza, animais e dragões, com grande popularidade.

Fonte: National Geographic